Outra vez Dr.º?

Parece que 2021 confinou outra vez. Que aborrecimento. Lá estamos nós outra vez fechados em casa, a ver os dias passar, o número de infectados e de mortos a aumentar, e esta solidão que nos corrói a alma, este turbilhão de sentimentos que não conseguimos controlar, a ansiedade de uma normalidade que teima em tardar… e lá vamos nós…andando.

Acordamos e é mais um dia. Quais serão os planos para hoje? Temos tanto tempo livre que nem sabemos o que fazer com ele. Tempo livre para quem? Aqui em casa entre trabalhos de casa da mais pequena, tarefas domésticas, entretenimento infantil, reuniões digitais e já nem sei que mais… estou cansada de viver num mundo ao contrário.

Por isso a receita de hoje é uma receita muito fácil. Tão fácil que até vos vai dar vontade de rir. Ou pensar, endoideceu de vez, o confinamento não lhe está a fazer muito bem.

Podem pensar o que quiserem mas aqui vai a receita na mesma.

Ingredientes:

  • Objectos que já não queiram ou não usem;
  • Olhem para eles, se necessário virem-no ao contrário, por vezes é tudo uma questão de perspectiva;
  • Criatividade;
  • Imaginação;
  • Ferramentas necessárias para a transformação;

Modo de preparação:

  • Esta é uma recita desafio. Pois o que se quer é que olhem para o que já não usam ou não querem e construam algo novo;
  • Desta forma nada melhor do que aproveitar o confinamento para soltar a mente e tentar libertá-la de tanta pressão;
  • Vire o objecto ao contrário, olhe para ele com outros olhos, faça o pino se quiser. Vale tudo. Desde que o resultado final seja algo que se transformou e vos transformou.

Se conseguirem uma boa transformação, sim por vezes o que idealizamos não corre bem, mas pelo menos tentaram. E é essa tentativa que todos nós temos de fazer para mudar. Podemos todos continuar a falar de sustentabilidade, de economia circular. Mas o que fazemos realmente para mudar. Eu diria que precisamos de acção, meter a mão na massa e trabalhar para a mudança que tanto queremos.

A foto que vos deixei foi propositadamente pensada. Um utensílio de cozinha, uma antiga batedeira. Avariada ia para o lixo só porque sim. Graças ao upcycling deixou de bater ovos mas passou a iluminar uma cozinha. Transformou-se, uma nova vida ganhou.

Não se quer transformar e uma nova vida ganhar? Então faça por isso, transforme-se, olhe de forma diferente que o resto acontece por si.

Espero que aceitem o desafio. Se quiserem depois podem enviar as vossas transformações. A melhor transformação irá ganhar uma surpresa.

Enviem fotos das vossas transformações para eraumavez124@sapo.pt até à próxima quinta-feira. Na sexta direi quem foi o vencedor e qual foi o prémio que vai receber.

Força e Boas transformações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *